Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Ataque imunológico a células nervosas olfativas pode ser causa de anosmia prolongada pós-COVID-19

Ataque imunológico a células nervosas olfativas pode ser causa de anosmia prolongada pós-COVID-19
Academia Médica
dez. 22 - 2 min de leitura
000


Sabe-se que em alguns indivíduos o primeiro sintoma da Covid-19 é a anosmia (perda do olfato). Um estudo realizado por pesquisadores das Universidades de Duke, Harvard e da Califórnia-San Diego identificou que a razão pela qual algumas pessoas não conseguem recuperar o olfato após a doença está ligada a um ataque imunológico contínuo às células nervosas olfativas e a um declínio associado no número dessas células.

Segundo o artigo, acredita-se que mudanças transitórias na expressão gênica em neurônios sensoriais olfativos, alterações no caráter da camada de muco ao redor de seus cílios e inflamação causem anosmia aguda em modelos animais de infecção por SARS-CoV-2. 

Além do achado sobre a persistência da anosmia pós-Covid-19, a pesquisa também abordou as possíveis causas subjacentes de outros sintomas prolongados – incluindo fadiga generalizada, falta de ar e nevoeiro cerebral – que podem ser desencadeados por mecanismos biológicos semelhantes.

No estudo, os pesquisadores analisaram amostras epiteliais olfativas coletadas de 24 biópsias, incluindo nove pacientes que sofrem de perda de olfato a longo prazo. A análise revelou infiltração generalizada de células T envolvidas em uma resposta inflamatória no epitélio olfatório. Esse processo de inflamação único persistiu apesar da ausência de níveis detectáveis de SARS-CoV-2.

Apesar  do número de neurônios sensoriais olfativos diminuir, possivelmente devido ao dano do tecido delicado da inflamação em curso, os neurônios parecem manter alguma capacidade de reparo mesmo após o ataque imunológico de longo prazo.

Para os autores, o próximo passo é identificar e aprender quais locais estão danificados e quais tipos de células estão envolvidos para começar a projetar tratamentos. 

Referência: 

John Finlay et al, Persistent post-COVID-19 smell loss is associated with immune cell infiltration and altered gene expression in olfactory epithelium, Science Translational Medicine (2022). DOI: 10.1126/scitranslmed.add0484.


Leia também:

COVID-19 reduz cérebro no giro parahipocampal — área que afeta memória, além do córtex olfativo primário

Estudo encontra fator genético para a perda de olfato ou paladar na COVID-19

Estudo demonstra que fetos reagem a cheiros e sabores de alimentos consumidos pelas mães

Gene envolvido no olfato pode desempenhar um papel na disseminação do câncer de mama para o cérebro





Denunciar publicação
    000

    Indicados para você