[ editar artigo]

Doses de Coronavac podem neutralizar variante Ômicron, garante Butantan

Doses de Coronavac podem neutralizar variante Ômicron, garante Butantan

Segundo dados do Instituto Butantan, duas doses da vacina Coronavac, contra a Covid-19, são capazes de neutralizar a variante Ômicron do coronavírus. Estudos indicam que a capacidade da Coronavac é igual ou superior à da vacina da Pfizer para a mesma linhagem do coronavirus. 

Em entrevista exclusiva para a CNN Brasil,  representantes do Instituto Butantan afirmam que para confirmar sua efetividade, a Coronavac foi comparada em quatro estudos científicos, primeiramente em uma pesquisa com ensaios de neutralização da Coronavac para a variante Ômicron. E os demais estudos sendo diferentes ensaios de neutralização da vacina Pfizer contra a Ômicron. 

O primeiro estudo foi realizado pela Universidade Fudan, Universidade de Medicina Tradicional Chinesa, Universidade Jinan e Universidade de Hong Kong, e publicado no periódico científico Emergind Microbes & Infections.  

Os pesquisadores criaram partículas semelhantes ao coronavírus para suas sete variantes: Alfa, Beta, Gama, Delta, Lambda, Mu, e a preocupante Ômicron. A partir destas partículas, chamadas de pseudovírus, foi avaliada a resposta viral à exposição aos anticorpos neutralizantes contidos em amostras de soro de pacientes recuperados da COVID-19. A pesquisa resultou que amostras mostraram reduções médias de 10,5 vezes da neutralização contra a variante Ômicron. 

“Estas partículas, possuem fragmentos de DNA da célula humana infectada pelo SARS-CoV-2, sem os componentes genéticos do vírus – o que torna a manipulação em laboratório mais segura” - garantem representantes do Instituto.  

A mesma análise foi realizada novamente, desta vez com os anticorpos neutralizantes presentes no soro de pessoas que receberam as duas doses da Coronavac. Nessa etapa, os cientistas verificaram que o plasma dos amostrados tiveram uma redução de neutralização média de 12,5 vezes frente à variante Ômicron. 

Conforme o estudo, a redução de neutralização média de 12,5 vezes da Coronavac diante da variante Ômicron, é “melhor do que os trabalhos publicados sobre duas doses de vacinas de RNA mensageiro, nas quais foi observada uma diminuição de 22 vezes e de 30 até 180 vezes da neutralização em imunizados com a Pfizer”. 

 

Dados obtidos através da reportagem da CNN Brasil: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/duas-doses-da-coronavac-neutralizam-variante-omicron-diz-butantan/ 

 

Artigos Relacionados:

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você