[ editar artigo]

Marketing digital para médicos: por que é importante conhecer e estar atento às mudanças do mercado?

Marketing digital para médicos: por que é importante conhecer e estar atento às mudanças do mercado?

Em 2020, já existiam mais de 500 mil médicos formados no Brasil, segundo o Cremero, o que aponta uma alta na concorrência por pacientes, especialmente nas grandes capitais.

Diante disso, investir em marketing digital para médicos se tornou fundamental, já que, para se sobressair aos concorrentes, você precisa aparecer entre os primeiros resultados de buscas na web.

Mas afinal, como isso tudo funciona? Qual a real importância de ter uma estratégia de marketing digital para médicos? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Por que um médico deve fazer marketing digital?

O Brasil tem mais de 134 milhões de usuários de internet, fazendo buscas sobre os mais diversos assuntos. Entre eles, saúde e doenças.

Só para você ter uma ideia, a expressão “sintomas de depressão” tem cerca de 74 mil buscas mensais. “Diabetes”, 110 mil. “Alzheimer”, 135 mil (isso só no Brasil). Ou seja, as pessoas buscam diariamente entender melhor as enfermidades pelas quais são acometidas.

E quem melhor do que um médico especialista para dar as melhores respostas?

É nesse sentido que o marketing digital para médicos pode se tornar um grande diferencial. Ele é capaz de conectar profissionais qualificados a potenciais pacientes de forma ética e responsável, esclarecendo as principais dúvidas das pessoas em relação a seus estados de saúde.

Obviamente, nem mesmo o melhor conteúdo escrito substitui uma consulta médica. Portanto, a ideia não é essa. O objetivo do marketing digital para médicos é mostrar que você existe, que é um bom profissional, tem conhecimento da sua área e está apto a transformar a vida dos seus pacientes a partir de um atendimento individualizado.

Como funciona o marketing digital para médicos?

Seguramente você deve saber que existem limites estabelecidos pelo Conselho Federal de Medicina quanto ao marketing e à publicidade para médicos.

Dentre as várias orientações, uma das mais importantes para o marketing digital é não vincular seu nome a matérias desprovidas de rigor científico. 

Neste sentido, ao investir em uma estratégia de marketing digital para médicos, é fundamental que você contrate pessoas qualificadas para produzir o material, a fim de evitar qualquer problema com o CFM.

Outro ponto importante a se levar em consideração é evitar a autopromoção. O marketing digital médico deve ser focado no esclarecimento de dúvidas ou então compartilhamento de informação, mas sem promover o médico, clínica ou hospital, por exemplo.

O médico também é proibido de contratar celebridades para divulgar seus serviços. Portanto, influenciadores digitais estão fora de questão dentro da sua estratégia de marketing digital para médicos.

Para conhecer todas as orientações, confira a Resolução CFM 1994/2011.

Como fazer marketing digital médico, então?

O marketing digital para médicos deve estar baseado na geração de valor para o público em geral. Diante disso, a melhor estratégia é investir em conteúdo relevante, que esclareça as dúvidas dos potenciais pacientes.

Aqui vão algumas dicas:

Faça uma pesquisa de palavras-chave

Existem ferramentas, como o SemRush, que mostram quais termos são mais buscados pelas pessoas na internet. Com base nessas palavras, você pode entender quais são as dúvidas das pessoas em relação à sua especialidade e desenvolver conteúdos que respondam a elas.

Use uma linguagem acessível

Evite usar jargões técnicos em seus artigos destinados a atrair pacientes, privilegiando uma linguagem acessível e de fácil entendimento. Desse modo, você pode criar conexões reais com seu público e prestar um serviço enorme esclarecendo dúvidas.

Nunca prometa resultados

Evite afirmar que determinado tratamento ou medicamento pode trazer resultados X, Y e Z. A não ser que você esteja embasando isso em estudos científicos, sempre citando as fontes.

Cada paciente é único e, para determinar qual o melhor procedimento para ele, a consulta presencial com um médico é sempre o mais indicado. Neste sentido, você pode sempre motivar seus potenciais pacientes a procurarem um profissional, reforçando a importância do seu trabalho.

Divulgue seu conteúdo

Criar um conteúdo e deixá-lo em seu site, sem divulgá-lo, é como escrever um artigo científico e deixá-lo em uma gaveta. Para que as pessoas conheçam o seu trabalho, é necessário levar esse conteúdo até elas.

E uma das melhores formas de se fazer isso é divulgando seus artigos em redes sociais. O Facebook é a rede social mais usada no Brasil, seguida do WhatsApp e do YouTube. Outras opções são Instagram, TikTok, Twitter e LinkedIn.

Por que fazer marketing digital para médicos, afinal?

Além de ampliar a visibilidade da sua marca, seja pessoal ou corporativa, o marketing digital contribui com outras questões, como:

Autoridade e reconhecimento

Quanto mais pessoas conhecem e aprovam o seu trabalho, maior é a sua reputação no mercado. E uma das melhores formas de marketing é o boca a boca. Ou seja, se você for um médico reconhecido, terá mais indicações de pacientes.

Relacionamento

Foi-se o tempo em que um paciente entrava em um consultório médico esperando apenas um remédio.

Hoje, as pessoas querem um olhar integral, que levem em consideração seus valores, contexto socioeconômico e, principalmente, um acompanhamento de longo prazo.

Dentro desta perspectiva, o marketing digital para médicos possui ferramentas que facilitam — e muito — o relacionamento com os pacientes, como automação de marketing.

Aumento da receita

Mais do que ampliar sua visibilidade na internet e atrair mais pacientes, o marketing digital trouxe várias outras oportunidades, como a mentoria.

Você pode criar uma mentoria para médicos iniciantes, por exemplo, e compartilhar sua experiência com eles, reduzindo os obstáculos do início de carreira.

Essa mentoria pode ter diversos focos:

  • a medicina em si, suas tendências, tratamentos e pesquisas;

  • como abrir um consultório;

  • como ser aprovado em residências;

  • como ganhar mais sendo um especialista;

  • entre outras possibilidades.

O que importa na mentoria é identificar suas próprias competências e em quais áreas você se desenvolveu melhor, para então decidir qual o tipo de conhecimento que você vai transferir aos seus mentorados.

Academia Médica
Mariana Almeida
Mariana Almeida Seguir

Jornalista, pós-graduada em comunicação digital pela PUC Minas. Trabalha com marketing digital há 6 anos e criação de conteúdo em mídias sociais. É apaixonada por inovação e tecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você