Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Que estratégias podem aprimorar a comunicação médica?

Que estratégias podem aprimorar a comunicação médica?
Academia Médica
dez. 11 - 4 min de leitura
000

Em um cenário onde a saúde é um tema de crescente importância, a comunicação eficaz entre profissionais de saúde e pacientes se torna cada vez mais crucial. A pandemia da COVID-19 ilustrou claramente essa necessidade, realçando a necessidade de uma abordagem mais transparente e empática na transmissão de informações médicas.

⚕️Transparência e Autenticidade na era da informação

O cenário da saúde durante a pandemia evidenciou a natureza mutável do conhecimento científico. Neste contexto, profissionais de saúde enfrentam o desafio de comunicar informações precisas e autênticas, mantendo a confiança do público mesmo diante de diretrizes em constante mudança. Uma comunicação transparente sobre as incertezas e a utilização de narrativas para conectar evidências a experiências individuais são estratégias-chave nesse processo.

Explorando o Fluxo de Informação na Comunicação Médica, esta figura expõe os elementos fundamentais que sustentam uma troca eficaz de conhecimento entre profissionais de saúde e pacientes, destacando a sinergia entre a mensagem clínica precisa, os mensageiros confiáveis e o contexto social relevante que juntos facilitam uma compreensão e aplicação mais efetiva das informações de saúde:

Fonte:  Cappola AR, Cohen KS., 2023

Cada um desses elementos expressos, desempenha um papel crucial em como as informações de saúde são percebidas e aceitas pelo público:

Vamos a cada uma delas! 

📝 Mensagem: O cerne da comunicação está na mensagem, que deve ser construída com precisão e autenticidade. É essencial que a mensagem seja transparente, especialmente em relação às incertezas inerentes à informação médica, o que pode ajudar a evitar mal-entendidos e manter a confiança do público.

A mensagem também deve ser diretamente relacionada ao público-alvo, garantindo que seja compreensível e relevante para suas necessidades e circunstâncias específicas. Além disso, deve orientar os ouvintes com soluções acionáveis, para que eles possam aplicar o que aprenderam em benefício de sua saúde.

👨‍⚕️ Mensageiro: A eficácia da mensagem é amplamente influenciada pela credibilidade de quem a entrega. Os mensageiros ideais são especialistas no assunto, como médicos e autoridades de saúde, bem como figuras respeitadas na comunidade, como líderes religiosos e influenciadores sociais. A confiança na mensagem aumenta significativamente quando o mensageiro é percebido como confiável e com autoridade no domínio da saúde.

🌏 Contexto Social: O contexto social do público-alvo é um fator fundamental que molda suas crenças e comportamentos relacionados à saúde. Elementos como cultura individual, estrutura familiar, influências da sociedade mais ampla, ideologias predominantes e valores morais devem ser considerados para comunicar efetivamente informações médicas. Reconhecer e respeitar esses fatores pode levar a estratégias de comunicação que ressoam mais profundamente com o público.

⚕️A figura também destaca quatro estratégias de comunicação que podem ser usadas para melhorar a entrega e a recepção de mensagens médicas:

  1. Narrativas: Utilizar histórias pessoais ou exemplos que possam ilustrar a mensagem de forma mais vívida e memorável.

  2. Mensagens Empáticas: Abordar o público de uma maneira que demonstre compreensão e compartilhamento de seus sentimentos.

  3. Inoculação Psicológica: Preparar o público antecipadamente para o confronto com informações falsas, equipando-os com a habilidade de reconhecer e refutar essas informações.

  4. Norma Social e Redução de Danos: Utilizar o poder da influência social para promover comportamentos saudáveis e estratégias que minimizem os danos associados a comportamentos de risco.

Em resumo, a convergência das estratégias de comunicação médica aponta claramente para o objetivo primordial: alcançar uma comunicação médica efetiva que não apenas informe, mas também engaja e capacita o público a tomar decisões informadas sobre sua saúde.

Simplificar informações complexas sem sacrificar a precisão científica é um desafio crucial nesse processo. Ao adotar estratégias embasadas em evidências, os profissionais de saúde podem aprimorar significativamente como transmitem informações, resultando em uma maior receptividade e envolvimento por parte dos pacientes. 

Leia também: 



Referência: 

Cappola AR, Cohen KS. Strategies to Improve Medical Communication. JAMA. Published online December 07, 2023. doi:10.1001/jama.2023.23430


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você