[ editar artigo]

Veja como aprimorar sua escrita científica para a submissão em revistas - Parte 1

Veja como aprimorar sua escrita científica para a submissão em revistas - Parte 1

A Revista Canadense de Medicina de Emergência publicou um guia para facilitar a escrita de artigos científicos para a submissão em uma revista médica revisada por pares(1).

Sabendo que o processo é longo e difícil, o objetivo do guia é oferecer recomendações testadas e comprovadas, passo a passo, sobre como simplificar o processo de redação e aumentar as chances de publicação bem-sucedida. A Parte 1 abordará a estrutura de um manuscrito e a Parte 2 abordará o processo de escrever e lidar com periódicos.

Confira o texto traduzido na íntegra:

Tabelas e figuras

  • Geralmente, esses itens devem ser finalizados antes de escrever as seções de Resultados e Discussão;

  • Estes devem ser apresentados da seguinte maneira: primeiro as Tabelas e depois as Figuras, no final do manuscrito ou em documento separado;

  • O tipógrafo determinará sua posição real no artigo publicado;

  • Os títulos devem ser curtos, mas autoexplicativos, de modo que se as Tabelas e Figuras fiquem sozinhas, o leitor não precise voltar ao texto.;

  • Para revistas clínicas, sugerimos tornar as Tabelas e Figuras fáceis de ler e arredondar para uma casa decimal sempre que possível.

  • Quando houver várias colunas, forneça apenas porcentagens sem contagens;

  • Mantenha os títulos breves e use notas de rodapé para explicar termos e abreviações;

  • Evite o uso de p-valores, exceto para os desfechos primários; foco nas diferenças e intervalos de confiança;

  • Ao relatar características sociodemográficas, use termos que sejam inclusivos e que descrevam a diversidade e considerem as populações marginalizadas;

  • A maioria dos periódicos limita o número de Tabelas e Figuras, assim, algumas podem ter que ser movidas para o apêndice online;

  • Figuras ou gráficos devem ser preparados especificamente com linhas simples para publicação. Não use slides 3D ou PowerPoint;

Folha de rosto

  • O título só deve fornecer design do estudo se for forte. Por exemplo: estudo randomizado, revisão sistemática, meta-análise; evite “retrospectiva” ou “revisão de prontuário”, pois esses termos podem desvalorizar seu artigo;

  • Alguns periódicos podem insistir em colocar o design no título. Atente-se a isso!

  • Sempre cheque as informações sobre autor (nome e sobrenome) e afiliações.

  • Cuidado com as isenções de responsabilidade. Por exemplo: as descobertas representam o trabalho dos autores e não sua instituição. Lembre-se que, no caso de os pesquisadores receberem fontes de apoio, bolsas e outros financiamentos, ainda há cuidados específicos neste sentido;

  • Ao fazer a contagem de palavras  do texto, exclua resumo e tabelas.

  • Na hora de escolher palavras -chave, selecione de  3 a 5 termos comumente usados;

  • Verifique outras seções que podem ser colocadas em outro lugar no manuscrito;

  • Preste atenção nas divulgações de conflitos e relacionamentos. Geralmente, essas informações são dadas no formulário do Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas(ICMJE);

  • Lembre-se de fazer agradecimentos aos não autores: equipe de pesquisa, médicos.

Abstrato

  • Respeite o formato estruturado e a contagem de palavras exigidas pela revista;

  • Os subtítulos comuns são: Introdução, Métodos, Resultados e Conclusão.
  • Use apenas abreviaturas padrão no resumo e no texto principal; abreviaturas não padronizadas podem ser confusas para leitores e revisores;

  • As abreviaturas padrão devem ser introduzidas no primeiro uso;

  • Um exemplo de abreviaturas padrão comum é ECG;

  • O ICMJE recomenda colocar o número de registro do ensaio clínico no final do resumo.

Introdução

  • Deve ser breve e não superior a três parágrafos;

  • Parágrafo 1: definição, epidemiologia e importância do problema discutido no seu artigo;

  • Parágrafo 2: Estudos-chave e lacuna de conhecimento a ser abordada;

  • Parágrafo 3: Meta e objetivos específicos do trabalho e como a lacuna será abordada;

  • Para artigos educacionais, a abordagem deve ser fundamentada ou enquadrada na teoria ou nos princípios educacionais .

Métodos

  • Os autores devem estar cientes e geralmente seguir as diretrizes de relatório aprovadas, com base no tipo de estudo, seja ensaio clínico, revisão sistemática, estudo observacional etc;

  • Estes estão bem apresentados no site do EQUATOR;

  • Alguns periódicos exigem o preenchimento e envio da lista de verificação;

  • Use subtítulos padrão : desenho do Estudo, Cenário do Estudo, Participantes, Intervenções (se houver), Medidas de Resultados, Coleta de Dados, Análise de Dados e Tamanho da Amostra;

  • Em pesquisas qualitativas, use “Questões de Pesquisa”;

  • No caso de “Revisão de registros de saúde” é preferível a “revisão retrospectiva de prontuários”;

  • Indique aprovação ou renúncia do Comitê de Ética em Pesquisa em algum momento do artigo. Geralmente essa informação é inserida na parte que trata sobre os  Participantes do Estudo;

  • A pesquisa educacional  envolve uma das muitas abordagens de pesquisa quantitativa, qualitativa ou de síntese. Explique e justifique a escolha do seu método!

Resultados

  • Nessa parte, geralmente é importante inserir um parágrafo para associar à cada Tabela e Figura;

  • Seja breve e relate apenas descobertas importantes ou interessantes; não repita tudo das Tabelas;

  • No texto,  além de citar as porcentagens e o número a partir do qual a porcentagem foi calculada. Exemplo: “12,1% de 410 participantes…”

  • Evite começar uma frase com um número. Por exemplo: use “De todos os sujeitos, 3,1% foram...”; não “3,1% dos sujeitos eram…”

  • Sugerimos o uso de palavras para soletrar numerais de 1 a 10 (por exemplo, “três”) e numerais acima disso.

Discussão

Para esse trecho, sugerimos que você use subtítulos, que ajudam revisores e leitores, embora a maioria dos periódicos não os exija. Todos os subtítulos são geralmente de um parágrafo no máximo, exceto Estudos Prévios.

  • 1. Interpretação: destaque as principais descobertas sem repetir os números e apresente as mensagens para levar para casa.

  • 2. Estudos prévios: discuta como suas descobertas se comparam a estudos anteriores, tentando enfatizar o que é único.

  • 3. Pontos fortes e limitações: discutir os pontos fortes e fracos metodológicos, tentando mitigar as limitações.

  • 4. Implicações clínicas: seja explícito em como suas descobertas podem impactar e melhorar os cuidados, seja no nível do paciente ou do sistema.

  • 5. Implicações da pesquisa: sugira direções futuras de investigação e lacunas de conhecimento.

  • 6. Conclusão: destaque suas descobertas exclusivas nesta seção importante; declare explicitamente como seu estudo pode melhorar o atendimento; Aqui é importante alinhar com a conclusão do Resumo.

Atenção: as conclusões não devem ir além dos achados do estudo. Nunca, jamais conclua dizendo que uma  “pesquisa futura necessária” , pois isso imediatamente informa aos revisores e leitores que suas descobertas não são significativas. 

Lembre-se que os documentos educacionais normalmente  ligam a interpretação e a literatura pré-existente juntas, ao invés de escrever em parágrafos separados.

Referências

  • Sempre use software de referência como EndNote, Mendeley ou outros;

  • A maioria das revistas médicas utiliza o estilo Vancouver , citando referências com algarismos arábicos no texto e fornecendo uma lista ao final.

Artigos relacionados 

1.Como escolher e ler um bom artigo científico

2.Artigos médicos - Read by QxMD

3.Tipos de estudos científicos e suas escalas de evidência

Referência

Stiell, I.G., For the Canadian EM Writing Group. Guide to writing and publishing a scientific manuscript: Part 1—The structure. Can J Emerg Med (2021). https://doi.org/10.1007/s43678-021-00241-5

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você