Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Fatores sociodemográficos e indicações para menopausa cirúrgica

Fatores sociodemográficos e indicações para menopausa cirúrgica
Academia Médica
nov. 1 - 3 min de leitura
000
A menopausa cirúrgica tem um impacto negativo em diversos aspectos da saúde da mulher, incluindo sintomas vasomotores, distúrbios cognitivos e de humor, atrofia geniturinária, dispareunia, perda de libido, osteoporose, problemas de sono, perda de tônus muscular, infertilidade, ansiedade e depressão, em comparação com a menopausa natural.

Diante da relevância ao tema, o estudo retrospectivo publicado na Revista da Associação Médica Brasileira, edição de novembro de 2023, analisou as características sociodemográficas associadas à menopausa cirúrgica em mulheres, buscando identificar os principais fatores que levam à realização de ooforectomia bilateral e suas implicações na saúde feminina.

Os resultados mostraram que a idade média da menopausa devido à  menopausa cirúrgica foi de 43,92 ± 3,64 anos. A diminuição da idade da menopausa está associada a um aumento do risco de diversas doenças crônicas, como doenças cardiovasculares (DCV) e diabetes tipo 2. O estudo também identificou que as principais indicações para a  menopausa cirúrgica foram miomas uterino, sangramento uterino anormal (AUB) e hiperplasia endometrial, sendo todas condições comuns que levam mulheres a buscar atendimento ginecológico.

No gráfico é possível analisar a distribuição das mulheres conforme a idade em que receberam a indicação de menopausa cirúrgica:

Fonte:  Özberk H et al., (2023).

A pesquisa ressalta, ainda, a importância de abordar os fatores que contribuem para a menopausa cirúrgica na saúde pública, uma vez que esses riscos afetam a conscientização das mulheres sobre os riscos e seus comportamentos em relação à busca por serviços de saúde. 

A tabela a seguir, resume os resultados da regressão logística realizada para identificar os fatores associados à indicação de menopausa cirúrgica em uma amostra de 704 mulheres:

Fonte:  Özberk H et al., (2023).

Diante dos resultados, os pesquisadores ressaltam a importância de abordar os fatores de risco preventivos e trabalhar para melhorar o bem-estar das mulheres que passaram pela menopausa cirúrgica. Eles reforçam que a menopausa cirúrgica, especialmente em mulheres com menos de 45 anos, está de fato associada a um aumento na prevalência de doenças crônicas e no uso regular de medicamentos. Além disso, o estudo identificou o tabagismo como um fator de risco para a menopausa cirúrgica, devido à sua associação com o câncer ginecológico.

Com base nessas descobertas, os autores recomendam que os profissionais de saúde levem em consideração as características sociodemográficas das mulheres e adotem uma abordagem proativa de gerenciamento de risco para doenças cardiovasculares e diabetes após a menopausa cirúrgica.

* As imagens apresentadas neste conteúdo foram extraídas da pesquisa original. Para uma consulta detalhada ao estudo completo, disponibilizamos  aqui o link de acesso.


Leia também: 


Referência: 

Özberk, H., Kurt, S., Özmen, S., Çetinbaş, C. T., & Özberk, İ. (2023). Sociodemographic characteristics associated with indications for surgical menopause in women: a retrospective study. Revista da Associação Médica Brasileira, 69, e20230398.



Estar atualizado sobre as últimas descobertas e inovações nas ciências médicas faz sentido pra você? Se sim, inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos diretamente em sua caixa de e-mail!




Denunciar publicação
    000

    Indicados para você