Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários

Hereditariedade na depressão pós-parto

Hereditariedade na depressão pós-parto
Academia Médica
out. 23 - 3 min de leitura
000
A depressão pós-parto (DPP) representa uma preocupante subcategoria do transtorno depressivo maior. Notoriamente mais hereditária do que várias outras condições psiquiátricas, como ansiedade e transtorno bipolar, a genética da DPP permaneceu subinvestigada. Contudo, recentes avanços, liderados pela UNC School of Medicine , EUA fornecem insights cruciais para especialistas em medicina.

Publicada no American Journal of Psychiatry, em 18 de outubro de 2023, a pesquisa realizada por uma equipe internacional destacou os seguintes pontos:

  1. Componente Genético: A pesquisa evidenciou que aproximadamente 14% das variações observadas nos casos de DPP podem ser atribuídas a fatores genéticos comuns. Isso sugere que a manifestação da DPP não se dá apenas por influências ambientais, como traumas anteriores, mas carrega uma componente genética significativa.

  2. Relação com Outras Condições Psiquiátricas: A arquitetura genética da DPP demonstrou ter correlações significativas com condições como depressão maior, transtorno bipolar, distúrbios de ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, insônia e síndrome do ovário policístico. A implicação clínica é que os sintomas da DPP podem surgir de interações genéticas semelhantes às que estão presentes nesses outros transtornos.

  3. O Papel dos Neurônios GABAérgicos: Uma descoberta intrigante foi a associação da DPP com regiões genéticas relacionadas aos neurônios GABAérgicos, particularmente no tálamo e hipotálamo. Esses neurônios modulam a liberação do neurotransmissor GABA, um componente chave na fisiopatologia de diversos distúrbios neuropsiquiátricos.

  4. Implicações Terapêuticas e Brexanolone: A brexanolona, única medicação aprovada pela FDA para DPP, já era conhecida por sua ação através dos neurônios GABAérgicos. Com os novos achados, entende-se que seu mecanismo de ação pode ser específico para os neurônios GABAérgicos localizados no tálamo e hipotálamo.

O Dr. Jerry Guintivano, que liderou o estudo, pontuou a necessidade de ampliar os conjuntos de dados em pesquisas futuras. Embora a pesquisa atual represente a maior análise GWAS da DPP, o número de casos ainda é insuficiente para localizar pontos específicos no genoma associados ao risco.

As descobertas apresentadas são um marco na compreensão da genética da DPP e apontam para abordagens terapêuticas mais precisas. Com a publicação desses resultados no American Journal of Psychiatry, a comunidade médica é incentivada a continuar investigando e aprimorando as estratégias de tratamento para esta condição clínica. 



Leia também: 


Referências: 

University of North Carolina Health Care. "Researchers confirm postpartum depression heritability, home in on treatment mechanism." ScienceDaily. ScienceDaily, 19 October 2023. <www.sciencedaily.com/releases/2023/10/231019151814.htm>.


Se deseja manter-se atualizado sobre as últimas descobertas e inovações nas ciências médicas, inscreva-se em nossa newsletter. Assim, receberá nossos conteúdos diretamente em sua caixa de e-mail.



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você