Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

OMS reforça atenção a saúde das mulheres no período pós-parto

OMS reforça atenção a saúde das mulheres no período pós-parto
Academia Médica
dez. 7 - 3 min de leitura
000

Em uma publicação da Academia Médica de 6 de dezembro de 2023, enfatizamos a importância do cuidado com a saúde cardiovascular das mulheres no período pós-parto, destacando o alto número de mortes maternas, das quais aproximadamente 80% poderiam ser evitáveis.

Dando continuidade à discussão sobre a importância dos cuidados no período pós-parto,  nesta publicação queremos abordar um artigo divulgado pela ONU em 7 de dezembro de 2023. Este artigo destaca a necessidade de maior atenção e tratamentos específicos para condições de saúde pós-parto, que são frequentemente negligenciadas. Ele enfoca uma pesquisa realizada pela OMS e publicada na revista The Lancet Global Health, que levanta preocupações crescentes na saúde feminina, com uma ênfase especial nas complicações de saúde que surgem após o parto.

Sob a direção de Pascale Allotey, Diretor de Saúde Sexual e Reprodutiva e Pesquisa na Organização Mundial da Saúde (OMS), o estudo descobriu que uma proporção significativa de mulheres ao redor do mundo enfrenta desafios contínuos de saúde após o parto. Estima-se que mais de 40 milhões de mulheres por ano estejam sujeitas a enfrentar problemas de saúde prolongados após o parto, incluindo condições como dor durante a relação sexual, dor lombar, incontinência urinária, ansiedade, depressão e infertilidade secundária.

É alarmante que esses problemas de saúde possam persistir por meses ou anos, impactando profundamente a qualidade de vida diária dessas mulheres. O estudo ressalta a subestimação, o sub-reconhecimento e a sub-notificação dessas condições no sistema de saúde.

Segundo o documento, uma revisão abrangente da literatura dos últimos 12 anos revelou uma falta crítica de diretrizes de alta qualidade para o tratamento de muitas dessas condições. Os autores também indicam lacunas significativas em dados e pesquisas, com escassez de estudos representativos em nível nacional ou global para qualquer uma das condições citadas.

É reforçada a necessidade de uma abordagem holística que contemple não apenas as causas biomédicas imediatas, mas também inclua a consideração de fatores sociais, econômicos e ambientais mais amplos. A isso se soma a importância de considerar as desigualdades raciais e de gênero, condições econômicas, nutrição, saneamento e a exposição a riscos ambientais e violência, como fatores chave na saúde das mulheres.

A falta de progresso significativo na redução das mortes maternas em diversos países evidencia a urgência de reformas nas políticas de saúde. A pesquisa reforça a importância de cuidados de saúde eficazes durante a gravidez e o parto e a necessidade de estratégias de saúde mais inclusivas e bem fundamentadas.


Estar atualizado sobre as últimas descobertas e inovações nas ciências médicas faz sentido pra você? Se sim, inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos diretamente em sua caixa de e-mail!



Leia também: 


Referência: 

ONU News. (2023, Dezembro 12). Mais de um terço das mulheres experimentam problemas de saúde pós-parto. Recuperado de https://news.un.org/pt/story/2023/12/1824527


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você