[ editar artigo]

Por que ser médico?

Por que ser médico?

As dúvidas surgem cedo, um disputado processo seletivo, cursinhos e preparativos. Além disso, toda uma expectativa entorno da escolha. Dessa forma, o questionamento se vale a pena todo aquele esforço em prol do curso escolhido é permanente.

Anos mais tarde, o prazer de estudar o que se gosta embebido na insegurança de não abarcar todos os fundamentos básicos da profissão. Posteriormente, a escolha da especialidade, a localidade, deixar família e amigos rumo a outra região do país.

Já especialista, a insegurança do cenário mercadológico, a necessidade de se colocar bem frente ao imenso número de profissionais tão bem qualificados como você e até mesmo, mais experientes.

Das dores físicas, as dores da alma. Por definição, uma profissão voltada ao cuidado.

Por não acreditar em vocação, por ser uma concepção religiosa de predestinação. Acredito na escolha da gerência da insegurança e cuidado ao próximo, como a si mesmo. Além de outras característica de compatibilidade à personalidade, a medicina é o eterno convite de esquecer-se por um momento e evidenciar o sofrimento do outro, ou, a necessidade de atenção à saúde de outrem.

Por que ser médico?

Porque caso não seja pelo voto ao outro e o cuidado de si, não há um porquê. Se não for pelo cuidado, não há outro meio.

Um feliz dia dos médicos a todos os acadêmicos e profissionais médicos.

Leia mais

 

Academia Médica
Medicina em Crônicas - Elomar R. Moura
Medicina em Crônicas - Elomar R. Moura Seguir

Olá! Sou Elomar R. Moura (@medicinaemcronicas), 22 anos, de Aracaju - SE. Estudante de medicina da Universidade Tiradentes (UNIT) - SE. Um apaixonado pela literatura que escreve reflexões sobre a medicina tanto na sua prática, como na sua simbologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você