Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Prevalência de Sepse e novas diretrizes do CDC para hospitais

Prevalência de Sepse e novas diretrizes do CDC para hospitais
Academia Médica
set. 12 - 4 min de leitura
000
Um estudo publicado no JAMA Netw Open em 29 de agosto de 2023, revelou novas informações sobre a prevalência da sepse, uma condição potencialmente mortal que ocorre em resposta a uma infecção. Esta pesquisa destaca a tendência preocupante de que a sepse pode ser muito mais comum do que se pensava anteriormente.

Características de Base da População do Estudo, Grupo de Sepse ICD-10 Explícito e Subgrupo de Padrão de Referência Sepsis-3.


JAMA Netw Open. 2023.doi:10.1001/jamanetworkopen.2023.31168

Os dados obtidos através da Classificação Internacional de Doenças (ICD-9 e ICD-10) muitas vezes subestimavam sua incidência. Mas essa imprecisão tomou um novo significado durante a pandemia de COVID-19, quando a presença de sepse em pacientes com COVID-19 nem sempre foi identificada corretamente.

Conduzido na região de Scania, na Suécia, o estudo intitulado Estimating Sepsis Incidence Using Administrative Data and Clinical Medical Record Review,  buscou superar estas imprecisões, integrando uma revisão meticulosa dos prontuários médicos com dados populacionais. Os resultados foram reveladores: a incidência de sepse clínica entre os pacientes hospitalizados alcançou 4,1% em 2019, o que representa 747 por 100.000 habitantes.

Abaixo é possivel observar a incidência de sepse de acordo com diferentes definições de sepse:

Fonte:  JAMA Netw Open. 2023.doi:10.1001/jamanetworkopen.2023.31168

Um dado preocupante revelado, diz respeito a presença de bactérias resistentes  a medicamentos em casos de sepse.  Em um momento em que a resistência a medicamentos já é uma crescente ameaça, identificar essas bactérias em 17 por 100.000 habitantes reforça a urgência em revisitar as práticas de administração de antimicrobianos.

O levantamento mostrou ainda uma notável diferença entre  o número real de pacientes com sepse e aqueles identificados por meio de um código ICD específico. Esta lacuna é ainda mais acentuada fora das unidades de terapia intensiva, indicando uma subnotificação considerável. Esses resultados enfatizam a necessidade de integrar dados clínicos aos registros administrativos para obter uma visão precisa da real extensão e do impacto da sepse. A adoção dessa abordagem oferece a possibilidade de proporcionar um atendimento mais adequado e de maximizar a eficiência na alocação de recursos. 

Em consonância com as preocupações sobre a sepse, é importante destacar que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) estima que aproximadamente um terço das mortes hospitalares esteja associado à sepse. Agravando essa situação, descobre-se que apenas metade dos hospitais nos Estados Unidos possui programas específicos para seu manejo.

Portanto, para abordar essa lacuna, o CDC lançou recentemente um guia intitulado "Elementos Centrais da Sepse" publicado em 24 de agosto em JAMAeste documento detalha sete pilares fundamentais para a implementação de programas eficazes de gestão da sepse. Além disso, uma ferramenta de avaliação prática acompanha o guia, permitindo aos hospitais não apenas estabelecer, mas também monitorar o progresso de seus programas.

Na tabela abaixo é possível observar o resumo dos elementos centrais dos programas de sepse hospitalar (CDC).

Fonte: JAMA. Published online  August 24, 2023. doi:10.1001/jama.2023.16693

A estratégia delineada pelo CDC não apenas complementa as diretrizes já existentes, mas oferece uma estrutura mais flexível, adaptada a diferentes contextos hospitalares e populações de pacientes. Isso é vital, pois a identificação e o tratamento precoce da sepse não são apenas cruciais para salvar vidas imediatamente, mas também para minimizar as duradouras repercussões de saúde que os sobreviventes podem enfrentar.

"No cenário atual, ter um roteiro claro, abrangente e adaptável conforme  proposto pelo CDC contribui ao enfrentamento desse desafio de saúde pública."

Para acessar a pagina oficial do CDC com os elementos centrais dos programas de sepse hospitalar, clique aqui.


Leia também:


Referências: 

  • Mellhammar L, Wollter E, Dahlberg J, et al. Estimating Sepsis Incidence Using Administrative Data and Clinical Medical Record Review. JAMA Netw Open. 2023;6(8):e2331168. doi:10.1001/jamanetworkopen.2023.31168
  • Prescott HC, Posa PJ, Dantes R. The Centers for Disease Control and Prevention’s Hospital Sepsis Program Core Elements. JAMA. Published online August 24, 2023. doi:10.1001/jama.2023.16693





Denunciar publicação
    000

    Indicados para você