Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Prevenção de infecções em ambientes de cuidados agudos: Uma visão atualizada

 Prevenção de infecções em ambientes de cuidados agudos: Uma visão atualizada
Academia Médica
jul. 16 - 4 min de leitura
000

A infecção hospitalar continua sendo um problema significativo nos cenários de cuidados agudos, com impactos notáveis na morbidade, mortalidade e custos de saúde. Por isso, a prevenção de infecções é uma prioridade em todos os sistemas de saúde, exigindo a integração de medidas eficazes e práticas baseadas em evidências para garantir a segurança do paciente.

Recentemente, cinco importantes sociedades médicas divulgaram uma série de recomendações sobre como operacionalizar estratégias de prevenção de infecções, considerando as condições internas das instalações hospitalares. Publicado como uma nova seção do Compendium, o artigo "Implementing Strategies to Prevent Infections in Acute Care Settings" traz uma abordagem abrangente e flexível sobre como lidar com o desafio da prevenção de infecções em cuidados agudos.

Modelos Práticos de Implementação

A nova seção sintetiza sete modelos para implementar as recomendações do Compendium, visando a prevenir as comuns infecções associadas à assistência à saúde. Ela visa ajudar a superar a lacuna entre "saber e fazer", um termo que descreve a frequente divergência entre as práticas de saúde e as evidências publicadas para prevenir infecções que prejudicam os pacientes.

Joshua Schaffzin, MD, um dos autores do estudo, compara a implementação de novas estratégias de prevenção de infecções a convencer uma criança a experimentar um novo alimento: "Às vezes é fácil, e outras vezes você tem que tentar diferentes táticas, mas não se pode forçar novos comportamentos."

Contexto e Personalização da Estratégia

A complexidade dos sistemas de saúde torna difícil a implementação de melhores práticas de prevenção de infecções. Compreender os fatores que promovem ou dificultam a adoção em um determinado ambiente é um passo importante para identificar a melhor estrutura a ser utilizada.

"Passar tempo ouvindo e explorando seu contexto, incluindo fatores locais como apoio operacional, recursos de informática, familiaridade e experiência, disposição para mudança e segurança, é de valor inestimável e o guiará ao sucesso," disse Schaffzin.

O processo de implementação efetiva de estratégias de prevenção requer a personalização da abordagem de acordo com as especificidades da unidade hospitalar. Kavita Trivedi, MD, autora principal do capítulo, salienta que "aqui, fornecemos ao leitor os recursos para pensar sobre a implementação e avaliar os determinantes contextuais do comportamento a fim de projetar intervenções mais bem-sucedidas e personalizadas."

O Compendium e suas Recomendações

O Compendium, pela primeira vez publicado em 2008, é um esforço colaborativo liderado pela Society for Healthcare Epidemiology (SHEA) e reúne contribuições de mais de 100 especialistas de todo o mundo. Ele contém estratégias de prevenção de infecções, medidas de desempenho e abordagens para a implementação. As recomendações do Compendium derivam de uma síntese da revisão sistemática da literatura, avaliação da evidência, considerações práticas e baseadas na implementação e consenso de especialistas.

Conclusão

O advento de tais recomendações atualizadas e aprimoradas é um grande passo adiante na luta contra as infecções hospitalares. Através do reconhecimento da diversidade de cenários hospitalares e da necessidade de personalização das estratégias, a nova seção do Compendium fornece um modelo mais flexível e adaptável para a implementação de práticas de prevenção de infecções. Para os profissionais que lutam para superar a lacuna entre "saber e fazer", essas diretrizes fornecem ferramentas práticas e acionáveis.

Esperamos que a introdução deste novo capítulo proporcione uma mudança benéfica na prática clínica e incentive uma cultura de segurança do paciente mais sólida em ambientes de cuidados agudos.  A Academia Médica, disponibiliza a você leitor o acesso a esse artigo completo. Clique aqui para leitura na íntegra:


Leia também: 



Referência: 

Trivedi, K., Schaffzin, J., Deloney, V., Aureden, K., Carrico, R., Garcia-Houchins, S., . . . Berenholtz, S. (2023). Implementing strategies to prevent infections in acute-care settings. Infection Control & Hospital Epidemiology, 1-15. doi:10.1017/ice.2023.103


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você