[ editar artigo]

Aceito!

Aceito!

Estive uns dias pensando em escrever sobre isso, mas a ideia ainda estava desorganizada. Quando isso acontece não adianta forçar. Escrever por escrever nunca foi meu forte. Passar uma mensagem ou refletir sobre algum assunto nessas linhas, eu sempre encaro isso como algo (quase) sagrado.

Não, eu não sou escritor. Quem sabe um dia.
Eu vim aqui falar sobre aceitação. Convenhamos que nessa era digital e cheia de problematizações de cunho politicamente correto, essa palavra parece um pouco deturpada a meu ver.

Vejam, eu tenho praticado meditação, usando um app para isso(existem muitos). Tento fazer todos os dias, mas nem todos os dias eu consigo. Uma das coisas mais legais que tenho aprendido com a meditação é aceitar
Até então eu nunca tinha pensado nisso seriamente ou com a devida atenção. Sabe por que? Porque somos treinados para reagir! Somos forjados em algum momento para “não levar desaforo para casa”, “não ficar engolindo sapos”, não, isso não! Jamais!

Resolvi então colocar isso à prova e percebo como faz bem. Simplesmente aceitar. Antes que pensem que isso é passividade(você estava pensando nisso né?), já adianto que não é.
Aceitação é algo mais profundo. É seguir o fluxo do rio. 
Não pense que é para você virar uma pedra, ou uma estátua. Não, eu estou falando de autocontrole. Essa disciplina mental que eu acho que nos falta tanto e tantas vezes.

Quando eu comecei a prestar atenção nisso eu cheguei a outra conclusão. Nós não escutamos! Porque já queremos reagir logo. Pelos mesmos motivos que falei ali em cima. Pelo jeito que somos criados ou que a sociedade espera de nós.
Então aceitar é algo ativo. Aceitar é escutar. É estar presente naquele instante.
Por muito tempo eu me achava errado porque numa discussão eu não sabia dar boas respostas e acabava silenciando. Hoje eu vejo que isso não está tão errado a depender das circunstâncias. Ninguém toma boas decisões ou fala com sabedoria estando estressado e armado para reagir de imediato.

Aceitação é um exercício constante e também é uma arma poderosa quando bem utilizada.
Aceitação é filha do tempo e o tempo, meus amigos, nunca erra.
Então respire, aceite e preste atenção.

Leia mais de @cronicasdeanestesia

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você