[ editar artigo]

Atividade física cotidiana de intensidade leve a moderada pode reduzir o risco de AVE

Atividade física cotidiana de intensidade leve a moderada pode reduzir o risco de AVE

O que você vai ler nesse texto 

  • Anal de publicação e desenho do estudo 
  • O que é considerado exercício de  intensidade leve a moderada
  • Impacto da inatividade na ocorrência de AVE

Um estudo de coorte norte americano publicado pelo JAMA Network Open encontrou que fazer atividades cotidianas de baixa intensidade, como afazeres domésticos, pode diminuir significativamente o risco de Acidente Vascular Encefálico (AVE). 

7.600 adultos com 45 anos ou mais foram analisados durante 7 anos no estudo, o qual avaliou  a quantidade de tempo que os participantes não faziam atividade física e a duração e intensidade da atividade física  e compararam esses dados com a incidência de AVE nos pacientes ao longo desse período.

As atividades físicas de intensidade leve foram consideradas como passar aspirador na casa, varrer o chão, lavar o carro, passear, alongar ou jogar bola. As atividades praticadas pelos participantes foram mensuradas por um acelerômetro  montado no quadril, um detector de movimento sensível que registrava com precisão a atividade física, a duração da sessão e quanto tempo o paciente ficou em inatividade. 

Segundo os resultados do estudo, aqueles que eram sedentários por 13 horas ou mais por dia tinham um risco 44% maior de ter um derrame. Por fim, os autores da pesquisa afirmaram que realizar 10 minutos de atividade física de intensidade leve a moderada algumas vezes ao longo do dia pode resultar em efeitos positivos na prevenção de um AVE. 

Artigos relacionados 

 

Promoção à saúde: um desafio da atualidade

Atividade física diária em idosos diminui o risco de doença cardiovascular nessa população

O exercício físico é um remédio poderoso para a depressão

Referência 

Steven P. Hooker et al, Associação de tempo sedentário medido por acelerômetro e atividade física com risco de acidente vascular cerebral entre adultos dos EUA, JAMA Network Open (2022). DOI: 10.1001/jamannetworkopen.2022.15385



 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você