Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Atualizações sobre Clamídia: JAMA Patient Page

Atualizações sobre Clamídia:  JAMA Patient Page
Academia Médica
set. 27 - 3 min de leitura
000

Na sequência da nossa publicação do dia 25 de setembro de 2023, onde discutimos atualizações sobre gonorreia, hoje desejamos aprofundar ainda mais o tópico das ISTs. Se você não teve a oportunidade de ler nossa publicação anterior, clique aqui para acessá-la. Agora, voltamos nossa atenção para outra IST com alta prevalência: a clamídia, causada pela bactéria Chlamydia trachomatis e comumente referida apenas como Chlamydia. 

📍 Prevalência e Transmissão

 Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, cerca de 4 milhões de novas infecções por Chlamydia surgem anualmente no país. Alarmantemente, cerca de dois terços desses casos são diagnosticados em jovens entre 15 e 24 anos. A transmissão se dá por meio de relações sexuais, sejam elas genitais, anais ou orais, com alguém infectado. Além disso, é fundamental destacar o risco de transmissão da mãe infectada para o recém-nascido durante o parto.

📍 Sintomatologia

O que torna a Clamídia particularmente preocupante é a sua natureza frequentemente assintomática. No entanto, quando os sintomas se manifestam, eles podem variar de dor ou ardor ao urinar, secreção vaginal ou peniana aumentada, até conjuntivite, quando a infecção compromete os olhos.

📍 Diagnóstico e Recomendações para Rastreio

A detecção da Clamídia ocorre através da análise de amostras, que podem ser de urina ou de exsudatos de áreas afetadas. Dado seu caráter frequentemente assintomático, o rastreio é essencial. O CDC recomenda o rastreio anual para todas as mulheres sexualmente ativas com menos de 25 anos e, para aquelas com 25 anos ou mais, em casos de novos parceiros sexuais, múltiplos parceiros ou exposição a ISTs. Homens que mantêm relações sexuais com outros homens e pessoas com HIV também devem ser regularmente rastreados.

📍 Importância do Tratamento

A relevância de diagnosticar e tratar a Clamídia é inquestionável. A infecção aumenta o risco de transmissão e infecção pelo HIV. Adicionalmente, se não tratada, pode evoluir para doenças mais graves, como a doença inflamatória pélvica, aumentando o risco de infertilidade, dor pélvica crônica e gravidez ectópica.

📍 Tratamento e Prevenção

O tratamento se dá por meio de antibióticos, e os pacientes são aconselhados a abster-se de atividades sexuais durante o tratamento e até que seus parceiros sejam testados e tratados. Para prevenção, o uso de preservativos de látex em todas as atividades sexuais e a limitação de parceiros sexuais são medidas eficazes.

🚩 A Chlamydia trachomatis é uma IST silenciosa, mas com potenciais complicações graves. A conscientização, o rastreio regular e a prevenção são cruciais na luta contra essa infecção. 



Leia também: 


Referência: 

Ressler A, Kurz S. What to Know About Chlamydia. JAMA. Published online September 22, 2023. doi:10.1001/jama.2023.15460


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você