[ editar artigo]

Estimulação elétrica do nervo vago acelera tempo de resolução de inflamação

Estimulação elétrica do nervo vago acelera tempo de resolução de inflamação

Pesquisadores do Instituto Karolinska na Suécia mostraram em estudo publicado no  Proceeding of the National Academy of Sciences (PNAS) em 27 de maio de 2022 como a ativação elétrica do nervo vago pode promover a cura na inflamação aguda.

O início e a intensidade da inflamação são regulados por reflexos neurais homeostáticos, como o “reflexo inflamatório”, no qual o nervo vago desempenha um papel fundamental. Estudos anteriores experimentais demonstraram que a estimulação do nervo vago reduz a liberação de citocinas pró-inflamatórias na inflamação aguda.

O estudo sueco submeteu roedores ao procedimento cirúrgico de estimulação do nervo vago e posterior indução de peritonite usando o  Zymosan - um antígeno de fungo. 

Neste estudo, os cientistas descobriram que a estimulação do nervo vago acelerou a resolução da inflamação. Os cientistas chegaram nessa conclusão devido à promoção de esferocitose e do controle colinérgico da biossíntese de mediadores pró-resolução especializados. 

Artigos relacionados 

Pesquisadores avaliam efeitos da cannabis e inflamação sistêmica durante os estágios iniciais de psicose

Existe relação entre marcadores inflamatórios e risco de suicídio na depressão?

Novas terapias anti-inflamatórias poderão ter proteínas da saliva de carrapato

Referência 

April S. Caravaca et al, A estimulação do nervo vago promove a resolução da inflamação por um mecanismo que envolve Alox15 e requer a subunidade α7nAChR, Proceedings of the National Academy of Sciences (2022). DOI: 10.1073/pnas.2023285119



 

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você