[ editar artigo]

Ministério da Saúde promove mudanças na duração do isolamento em casos de COVID-19

Ministério da Saúde promove mudanças na duração do isolamento em casos de COVID-19

 

Na tarde da segunda-feira, dia 10 de janeiro de 2022, o Ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou, em coletiva de imprensa, mudanças no isolamento de casos leves e moderados de COVID-19. Agora, o isolamento deverá ser feito por 7 dias, desde que o paciente não apresente sintomas respiratórios e febre há pelo menos 24 horas e sem o uso de antitérmicos. 

Pacientes que obterem resultado negativo no teste - RT-PCR ou teste rápido de antígeno - para COVID-19 no 5º dia poderão sair do isolamento antes do prazo de 7 dias, desde que não apresente sintomas respiratórios e febre, há pelo menos 24 horas e sem o uso de antitérmicos. Caso o resultado seja positivo, o indivíduo deve permanecer em isolamento por um total de 10 dias, contados do início dos sintomas.

Aqueles que no 7º dia ainda apresentem sintomas devem obrigatoriamente realizar a testagem. Com resultado negativo, a pessoa deverá aguardar 24 horas sem sintomas respiratórios e febre, e sem o uso de antitérmico, para sair do isolamento. Caso o diagnóstico seja positivo, o paciente deverá manter o isolamento por pelo menos 10 dias contados a partir do início dos sintomas, sendo liberado do isolamento desde que não apresente sintomas respiratórios e febre sem o uso de antitérmico há pelo menos 24h.

Para todos os casos em que o isolamento domiciliar for encerrado no 5º ou no 7º dia de infecção, medidas adicionais de proteção devem ser mantidas até o 10º dia, como a utilização de máscaras, higiene das mãos e evitar contato com pessoas imunocomprometidas ou que possuam fatores de risco para agravamento da COVID-19.

Confira o resumo da nova recomendação do isolamento:

  • Indivíduos que estão com COVID-19 leve ou moderado devem manter o isolamento por, no mínimo, sete dias, sem teste.
  • No entanto, se no 5º dia o paciente não apresentar sintomas respiratórios ou febre por um período de 24 horas, sem uso de medicamento antitérmico, deve se submeter ao teste. Se o resultado vier negativo, ele pode sair do isolamento.
  • Se, ao sétimo dia, o indivíduo continuar com sintomas respiratórios e/ou febre, e obtiver um resultado negativo no teste, ele pode sair do isolamento. Se o resultado for positivo, deve se manter isolado até 10 dias e só sair da restrição quando não apresentar mais sintomas.
  • Caso, passados 10 dias completos, o paciente não manifestar mais sintomas respiratórios, não existe necessidade de teste e ele pode sair do isolamento.

 

Referências:

Ministério da Saúde reduz para 7 dias o isolamento de casos por Covid-19. Disponível em https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/janeiro/ministerio-da-saude-reduz-para-7-dias-o-isolamento-de-casos-por-covid-19

Artigos relacionados:

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você