[ editar artigo]

Nova terapia genética é eficaz contra a doença de Tay-Sachs

Nova terapia genética é eficaz contra a doença de Tay-Sachs

Um estudo realizado por cientistas da UMass Chan Medical School em parceria com a Auburn University resultou no desenvolvimento de uma terapia genética que consegue ultrapassar a barreira hematoencefálica e atuar na enzima HExA que degrada a substância semelhante à gordura, que está em escassez na doença de Tay-Sachs. 

Por meio de vetores virais, os cientistas conseguiram fornecer instruções de DNA às células cerebrais que as programam a produzir a enzima ausente. Na doença, com a falta da HexA, há acúmulo da substância semelhante à gordura em níveis tóxicos em algumas regiões cerebrais que danificam e matam os neurônios. No caso de Tay-Sachs, essas instruções de DNA entram no núcleo dessas células e ficam lá, permitindo a produção de HexA a longo prazo. 

O estudo contou com testes da terapia genética em diferentes animais  e em crianças. A primeira criança que recebeu o tratamento de terapia genética tinha 2 anos e meio de idade, com sintomas da doença em estágio avançado. Três meses após o tratamento, ela teve melhor controle muscular e conseguiu focar o seu olhar. Agora, aos 5 anos, a criança está com saúde estável e sem crises, o que geralmente não é possível para pacientes nessa idade. A segunda criança, tratada aos 7 meses de idade, melhorou o desenvolvimento cerebral nos três meses de acompanhamento e permanece livre de convulsões com pouco mais de 2 anos de idade.

Esses resultados demonstraram avanço científico na busca de um tratamento eficaz para uma doença que atualmente o único tratamento médico disponível é agressivo, pode prolongar a sobrevida, mas não melhora a função neurológica. Os pesquisares ressaltaram que mais testes são necessários para confirmar se o tratamento pode interromper completamente a progressão da doença. 

Artigos relacionados

Doença de Tay-Sachs: uma revisão literária

Cientistas criam teste único capaz de diagnosticar até 50 doenças neurológicas e neuromusculares

Sociedade Brasileira de Genética se posiciona sobre o termo "modulação epigenética"

Referência 

1.SENA-ESTEVES, Miguel. First gene therapy for Tay-Sachs disease successfully given to two children. Disponível em: https://theconversation.com/first-gene-therapy-for-tay-sachs-disease-successfully-given-to-two-children.  Acesso em: 13 maio 2022.

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você