Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Paxlovid chega ao Brasil para tratamento da Covid-19 em pessoas com mais de 65 anos

Paxlovid chega ao Brasil para tratamento da Covid-19 em pessoas com mais de 65 anos
Academia Médica
set. 30 - 2 min de leitura
000

O Ministério da Saúde acaba de receber um lote do medicamento Paxlovid, um antiviral de uso oral desenvolvido pela Pfizer  e indicado para tratamento inicial da Covid-19. O anúncio foi feito na última quinta-feira (29), pelo ministro Marcelo Queiroga, em entrevista ao programa Voz do Brasil.

Segundo o ministro, o Paxlovid será distribuído para as unidades básicas de saúde de todo o país, devendo ser disponibilizado gratuitamente a pacientes de alto risco para Covid-19 com mais de 65 anos de idade.

O remédio é composto por comprimidos de nirmatrelvir e ritonavir embalados e administrados juntos. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é indicado para utilização a partir do resultado positivo para Covid-19, no prazo de cinco dias após início dos sintomas. Ele foi aprovado para uso emergencial no último mês de março.

Recentemente, um estudo israelense indicou que o Paxlovid reduziu o número de mortes e internações de idosos em Israel durante onda de contaminações pela variante ômicron. O medicamento já é disponibilizado nos Estados Unidos desde dezembro de 2021 e  também já é receitado em diversos países da Europa.

Com informações e imagem de Agência Brasil. 

Leia também: 

Crianças infectadas pelo SARS-CoV-2 são mais propensas a desenvolver diabetes tipo 1

OMS diz que fim da pandemia está próximo. No Brasil, Fiocruz se preocupa com festas de final de ano

Idosos têm mais riscos de desenvolver Alzheimer após infecção por Covid-19

Ministério da Saúde quer fortalecer índices de vacinação em regiões de fronteira

Pesquisadores brasileiros sugerem que microplásticos suspensos no ar podem favorecer disseminação do Sars-CoV-2

SpiN-TEC: Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Fiocruz e UFMG deve ser testada em humanos em 2023



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você