[ editar artigo]

Novo teste rápido é capaz de diferenciar as variantes de COVID-19

Novo teste rápido é capaz de diferenciar as variantes de COVID-19

O teste CoVarScan, produzido em 2021 é eficaz em detectar COVID-19 e diferenciar as atuais variantes do vírus. 

Consoante o pesquisador e desenvolvedor do teste, com esse exame é possível determinar rapidamente a variante presente no paciente e predominante na sociedade e se há uma nova surgindo. Além disso, os resultados dos testes aplicados auxiliaram as autoridades de saúde pública do Norte do Texas a tomar decisões políticas com base na prevalência de variantes na região. 

Normalmente, para que determinar a variante genética do COVID-19, os cientistas usavam sequenciamento genético completo. Entretanto, é um método caro e demorado. Por isso, no início de 2021, o Dr. SoRelle e seus colegas da Universidade do Texas Southwestern projetaram o teste, que detecta 8 regiões do SARS-CoV-2 que geralmente são diferentes entre as variantes. 

O teste é capaz de reconhecer pequenas mutações, onde a  sequência de blocos de construção do RNA varia – e mede o comprimento de regiões genéticas repetitivas que tendem a crescer e encolher à medida que o vírus evolui. O método se baseia na reação em cadeia de polimerase (PCR) para copiar e medir o RNA nesses oito locais de interesse.

Mais de 4.000 amostras de pacientes que apresentavam ou não sintomas foram analisadas e validadas com o sequenciamento de genoma completo padrão-ouro, e os resultados foram usados ​​por médicos para escolher tratamentos em alguns pacientes criticamente doentes com COVID-19. Em comparação com o método de sequenciamento genético completo, o CoVarScan tem 96% de sensibilidade e 99% de especificidade. 

Segundo o autor, nesse período de mais de um ano, o teste não precisou ser ajustado com novas variantes e quando for necessária a readequação, o teste permite adicionar mais 20 a 30 pontos de acesso adicionais, o que permitirá, facilmente, englobar as novas variantes. 

 

Artigos relacionados 

COVID-19: Diagnóstico rápido x qRT-PCR? 

Tipos de testes para a COVID-19

ASA e APSF analisam necessidade de teste de COVID-19 antes de cirurgias eletivas

Referência 

Andrew E. Clark et al, Multiplex Fragment Analysis for Flexible Detection of All SARS-CoV-2 Variants of Concern, Clinical Chemistry (2022). DOI: 10.1093/clinchem/hvac081 , doi.org/10.1093/clinchem/hvac081

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você