Academia Médica
Academia Médica
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Alerta para metais pesados em alimentos e riscos de câncer

Alerta para metais pesados em alimentos e riscos de câncer
Academia Médica
dez. 18 - 3 min de leitura
000

Trazemos nesta publicação informações relevantes sobre os riscos associados à contaminação alimentar por metais pesados. Conforme publicado no Science Daily em 12 de dezembro de 2023, um relatório do Congresso dos EUA em 2021 e descobertas subsequentes destacaram níveis alarmantes de metais em alimentos, com um risco aumentado, principalmente para as crianças. Agora, dois novos estudos oferecem perspectivas aprofundadas sobre os perigos relacionados à exposição a metais pesados através da alimentação, com ênfase no risco de câncer e outros sérios riscos à saúde.


🚨 Contaminação de Culturas Alimentares

Pesquisas mostram que culturas alimentares podem absorver metais pesados de solos, águas e ares contaminados. Isso resulta na presença de metais perigosos como chumbo, arsênico e cádmio em alimentos comuns, desde arroz e cereais até nozes e espinafre. Felicia Wu, da Michigan State University, destaca a importância desses estudos para a regulamentação da segurança alimentar e a conscientização do consumidor.

🚨 Estudo Sobre Exposição Dietética a Metais Pesados

O primeiro estudo, conduzido por Wu, Charitha Gamlath e Patricia Hsu, analisou dados sobre a ingestão dietética de cada metal a partir de várias fontes. Eles descobriram fortes associações entre a exposição dietética a esses metais e efeitos adversos à saúde. O chumbo, por exemplo, apresentou riscos moderados a altos para vários tipos de câncer, além de riscos não cancerígenos. O arsênico mostrou riscos semelhantes para cânceres de pele, bexiga, pulmão, rim e fígado, além de efeitos não cancerígenos. O cádmio revelou riscos para cânceres de próstata, rim, bexiga, mama, pâncreas e endométrio, bem como riscos não cancerígenos.

🚨 Estudo Sobre Arsênico e Câncer

No segundo estudo, Wu e Rubait Rahman realizaram uma avaliação quantitativa do risco de câncer associado ao arsênico inorgânico em alimentos nos EUA. Estimativas preliminares sugerem mais de 6.000 casos adicionais de câncer de bexiga e pulmão e mais de 7.000 de câncer de pele por ano, atribuíveis ao consumo de arsênico inorgânico. Alimentos como arroz, trigo e vegetais folhosos foram associados a um risco maior de câncer.

Esses estudos destacam a necessidade urgente de políticas de saúde pública mais rigorosas e conscientização do consumidor sobre os riscos de metais pesados em alimentos, especialmente em populações vulneráveis como crianças. 

Leia também: 


Referência:

Society for Risk Analysis. "Heavy metals in our food are most dangerous for kids." ScienceDaily. ScienceDaily, 12 December 2023. <www.sciencedaily.com/releases/2023/12/231212112342.htm>.



Estar atualizado sobre as últimas descobertas e inovações nas ciências médicas faz sentido pra você? Se sim, inscreva-se em nossa newsletter e receba nossos conteúdos diretamente em sua caixa de e-mail!




Denunciar publicação
    000

    Indicados para você