[ editar artigo]

Como ser médico na Alemanha

Como ser médico na Alemanha

Trabalhar como médico na Europa é a vontade de muitos profissionais de saúde do Brasil. Poder trabalhar em hospitais de referência, ter uma experiência internacional, mais qualidade de vida e segurança com a família na Europa são pontos fundamentais para essa decisão e por isso neste artigo falaremos um pouco sobre o processo de como ser médico  na Alemanha. Sabendo que todos os médicos na Alemanha são especialistas, mesmo os que trabalham como médicos generalistas (residência médica ) Medicina Geral  e da Família com duração da formação de 3 anos), saiba como funciona o sistema de validação na Alemanha.

Como funciona dentro da UE/Suíça /EFTA

De abril de 2012 a dezembro de 2019, dos mais de 47.500 médicos inscritos na Alemanha, quase 19.300 são médicos com  diplomas fora  da UE/ Suíça/EFTA . 

Para os médicos que concluíram a medicina na  UE/ Suíça /EFTA, o sistema de reconhecimento automático da Diretiva de Reconhecimento Profissional (2005/36/CE) geralmente se aplica ( artigo 24) e todos os países da UE são obrigados a cumprir essas normas. Não há exame do conteúdo da equivalência para médicos  dos países da UE/ Suíça/EFTA , mas um exame puramente formal dos documentos dentro do prazo legal de 3 meses além de, claro, proficiência na língua alemã ( nível C1) em todos os casos.

Sobre a proficiência em alemão (nível C1) assista o video da Sarah Schollmeier  que está  no anexo da matéria com dicas para alcançar o nível necessário para iniciar o processo.

O exame é um pré-requisito para a concessão de uma licença para exercer a medicina. 

 

O procedimento é mais demorado para médicos formados fora da UE/Suíça /EFTA.

Muitas vezes leva-se muitos meses e até  anos para que todas as formalidades e exames sejam concluídos, explicou Ruth Wichmann, chefe do departamento para assuntos estrangeiros da Associação Federal MB (Marburger Bund) em Berlim, em um evento on-line na Baixa Saxônia MB. 

No momento, somente  na região da Baixa- Saxônia, 1.270 processos de pedidos de reconhecimento de diploma estão sendo aguardados para avaliação, sabendo que na Alemanha os órgãos não possuem funcionários suficientes para a enorme demanda de processos. Existem inclusive regiões, como de Berlim por exemplo,  onde apenas uma pessoa é responsável por tudo. Isto torna os processos ainda mais demorados. Lembramos que quando citamos médicos estrangeiros, estamos nos referindo a todo medico que fez medicina fora da Alemanha independentemente da nacionalidade.

O  processo  PODE levar vários anos.

Isto porque os médicos de  países terceiros,  como chamamos os médicos formados fora da UE, tem que provar individualmente que seu diploma / formação é equivalente ao Diploma alemão. Para isso, eles têm que fazer a verificação de equivalência por meio de documentos de formação , certificados e currículos. Para isso, os documentos são apresentados à autoridade de licenciamento competente que trabalha em conjunto com o Gutachtenstelle für Gesundheitsberufe (GfG) em Bonn ou com especialistas externos.

Se a avaliação for positiva, os requerentes recebem da autoridade de licenciamento o reconhecimento de seu treinamento médico . Entretanto, se forem encontradas diferenças significativas que não tenham sido compensadas pela experiência profissional ou por outras habilidades, o exame de conhecimento será necessário. O exame  abrange principalmente medicina interna e cirurgia e, dependendo do estado federal, é tomada pelas associações médicas ou por médicos que trabalham em universidades. Em muitos casos, são necessários vários meses de preparação para passar no exame.

Exame em vez de parecer de especialista

Todo o processo de provar a equivalência do diploma  pode  levar anos. "Na melhor das hipóteses, as autoridades de licenciamento conduzem o exame de equivalência dentro de 4 meses após receber todos os documentos necessários", diz Wichmann ao Medscape.

O prazo “normal “ por regras  para o teste de conhecimento deve ser de 6 meses. "Entretanto, não é raro que os médicos tenham que esperar um ano ou mais por uma data de exame", explica Wichmann. Para os médicos que não passarem no exame na primeira tentativa, 2 repetições são possíveis, e é claro que há mais atrasos consideráveis. 

A título de curiosidade, os 4 países que mais tiveram médicos com diploma reconhecido na Alemanha são, por ordem : Síria , Sérvia, Egito e Ucrânia, sendo que, dos 536.000 médicos ativos na Alemanha, 37.000 são médicos com diploma médico obtido fora da *UE e 26.000 com o curso de medicina concluídos na *União europeia/ Suíça/EFTA 

*UE/Suíça/EFTA 

O Marburger Bund exige mais capacidades e tem mais exigências a cada ano.

Enquanto o procedimento está em andamento, os médicos formados  fora da UE/Suíça /EFTA podem  solicitar uma licença profissional temporária (Arztberuferlaubnis) e o salário  é diferente  da tabela de MB. É concedida por no máximo 2 anos e só é prorrogado em casos excepcionais. Além disso, está limitada ao respectivo estado federal ou a um empregador específico.

Entretanto, mesmo com uma licença profissional, não se pode iniciar um treinamento adicional (residência médica).Isso quer dizer que se o médico iniciou uma formação médica  com uma autorização temporária, este tempo não será  levado em conta como residência médica.

Além disso, os órgãos  exigem "que sejam observados os prazos legais para os exames de equivalência e de conhecimentos". Afinal de contas, há uma escassez de "médicos de Família" na Alemanha. E se as capacidades para o exame do conhecimento não forem suficientes, então elas devem  ser criadas", diz Wichmann. 

Alemanha conta hoje com 237 médicos com Diplomas brasileiros ( que passaram todo processo de reconhecimento chamado APPROBATION.

Na Alemanha, um médico só tem autonomia quando termina a  formação médica especializada e obtém o título de especialista. Sabendo que o título de especialista só é autorizado se o médico tiver concluído todo programa da formação (residência médica ) dentro da especialidade. Quando falamos médicos estrangeiros estamos nos referindo à origem do diploma e não à nacionalidade.

Aos brasileiros interessados o caminho normal e ideal  é:

  • Aprender alemão nível  (B2-C1)
  • Fazer prova de proficiência (objetivo C1)
  • Prova de alemão médico (Fachsprachprüfung)
  • Prova de Equivalência (Kenntnisprüfung)

Existem 3 opções de você  iniciar um processo para obter a “Approbation” na Alemanha:

1)Fazer por comparação de currículo (equivalência  ao diploma alemão) -  Gleichwertigkeitsprüfung für ausländische Ärzte

2)Obter uma autorização de trabalho (Berufserlaubnis)

3)Realizar as provas de alemão médico (Fachsprachprüfung) e de conhecimento médico (Kenntnisprüfung)

Após ter o reconhecimento do diploma em mãos (Approbation) o médico poderá então iniciar a residência médica na Alemanha. Requisito obrigatório para exercer no país.

Artigos Relacionados 

Referência

Entrevista completa e o  texto original Medscape alemão: https://deutsch.medscape.com/artikelansicht/4910436

Sarah Schollmeier: médica formada pela UFRJ do Método Questiona instagram/ YouTube/ Faceboo


Publique seus textos na Academia Médica. Clique em NOVO POST e comece já!


 

 

 

Academia Médica
Janine Diniz Fortuna
Janine Diniz Fortuna Seguir

Consultora para revalidação de diplomas médicos no exterior ( União Européia) desde de 2005 e com experiência profissional em mais de 5 países. janinefortunaconsultoria@gmail.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você