[ editar artigo]

Aplicativo mostra ser eficaz contra ideação suicida entre jovens

Aplicativo mostra ser eficaz contra ideação suicida entre jovens

 Em todo o mundo, cerca de um terço de todos os suicídios ocorrem entre pessoas de 15 a 29 anos. Além disso, estima-se que até 70% das pessoas de 12 a 18 anos com pensamentos e/ou comportamentos suicidas não utilizem ativamente os serviços de saúde mental devido ao constrangimento, estigma, dificuldade em expressar preocupações suicidas e falta de apoio. Também, nessa mesma faixa etária, cerca de  40% ou mais relataram acessar aplicativos especificamente para o bem-estar mental. 

Vendo essa oportunidade de aproximação e de prevenção, os pesquisadores do estudo analisaram a eficácia de um aplicativo terapêutico contra a ideação suicida. O dispositivo  LifeBuoy foi prototipado pelos cientistas e é baseado principalmente na terapia comportamental dialética (DBT), uma forma modificada específica de terapia comportamental cognitiva projetada para tratar a desregulação emocional persistente e prevenir comportamentos autodestrutivos e suicidas. No tratamento de DBT, os indivíduos são ensinados a mudar suas maneiras de pensar e se comportar, para desenvolver habilidades ​​​​de tolerância ao sofrimento e regulação de suas emoções. 

 Como resultado da pesquisa, os autores encontraram que o aplicativo teve efeitos positivos moderados no período pós-intervenção imediato e benefícios menores no seguimento de 3 meses na redução do desfecho primário, ideação suicida. 

Para os desfechos secundários relacionados à depressão, ansiedade generalizada, angústia e bem-estar, foram observadas mudanças na direção esperada ao longo do tempo, com exceção dos sintomas de depressão que aumentaram entre o tempo de pós-intervenção imediata e o período de acompanhamento de 3 meses na condição 

Os autores ressaltaram que a ausência de um efeito de intervenção para os desfechos secundários corroboram os achados de estudos de meta-análise prévios que demonstram que a DBT não não reduz significativamente os sintomas depressivos entre adolescentes e adultos, mesmo quando aplicada presencialmente. 

Por fim, os autores comparam os efeitos imediatos do aplicativo com estudos que usaram um tratamento intensivo de DBT presencial de duração de 4 a 6 meses e concluíram que esse efeito é muito próximo ao efeito da terapia presencial, comprovando a eficácia do Lifebuoy contra a ideação suicida.  

Artigos relacionados 

Suicídio, a 4ª maior causa de morte entre jovens de 15-29 anos

Problema de autoestima: Machine learning auxiliando na prevenção de suicídio entre universitários

Biomarcadores digitais e wearables podem detectar risco de depressão

Referência

TOROK, Michelle; HAN, Jin; MCGILLIVRAY, Lauren; WONG, Quincy; WERNER-SEIDLER, Aliza; O’DEA, Bridianne; CALEAR, Alison; CHRISTENSEN, Helen. The effect of a therapeutic smartphone application on suicidal ideation in young adults: findings from a randomized controlled trial in australia. Plos Medicine, [S.L.], v. 19, n. 5, p. 1-1, 31 maio 2022. Public Library of Science (PLoS). http://dx.doi.org/10.1371/journal.pmed.1003978.

Academia Médica
O que a faculdade esquece de falar!
O que a faculdade esquece de falar! Seguir

Página da redação da Academia Médica para divulgar atualizações pertinentes aos médicos, acadêmicos de medicina e profissionais de saúde.

Ler conteúdo completo
Indicados para você